“Conhece a ti mesmo”

Muitos profissionais, antes de participarem de algum evento em um processo seletivo, fazem pesquisas com amigos, conhecidos ou profissionais da área, em sites especializados e textos científicos diversos, buscando respostas para se prepararem. Este é um assunto recorrente no ambiente dos que trabalham com recursos humanos, mas não queremos dar dicas a este respeito e sim fazer um convite a reflexão!

Não se prepare para a entrevista! Prepare-se para a vida, conheça-se e seja você mesmo!

Durante o processo de contratação, diversos aspectos são analisados para que parcerias produtivas sejam efetuadas, com sucesso para todos. É necessário entender o quanto competências técnicas e comportamentais, em igual nível, estão aderentes ao perfil e se existe uma conexão entre valores e interesses, entre o profissional e a organização. Ser quem você não é, não vai ajudar e sim atrapalhar, seja durante a entrevista seja na atuação no ambiente organizacional.

Normalmente o relato sobre trajetória profissional e domínio técnico fluem facilmente no transcorrer da entrevista. Porém, frequentemente, candidatos expressam dúvidas, ansiedade e inseguranças no momento de se apresentarem e falarem sobre situações que envolvem comportamento e características naturais. Recentemente, um profissional que participou de um processo na Superhar manifestou espontaneamente seu receio ao dizer à consultora em resposta a uma pergunta: “com esta informação posso estar puxando meu tapete”.

A consultora discutiu o assunto com ele, explicou que não temos objetivo de julgar comportamentos e sim perceber, por meio das evidências, o match ideal entre o candidato e a vaga. Desta forma, embora possa ser difícil assumir algumas deficiências ou erros, isso reflete a consciência das próprias fragilidades. Não é preciso ter medo disso; afinal, não existem pessoas perfeitas. Estar em contínuo processo de aprendizado e desenvolvimento é saudável e positivo na vida e carreira profissional.

Na medida em que buscamos autoconhecimento, que aprendemos com nossos erros e estamos receptivos aos feedbacks, potencializamos a descoberta de formas adequadas para nos desenvolver e, consequentemente, somos capazes de nos posicionar com maior assertividade no ambiente. Tanto habilidades técnicas quanto comportamentais podem ser aprimoradas! Invista em você, conheça-se e busque não apenas conhecimento, mas também autoconhecimento e seja você mesmo!

Deixe uma resposta