Transformação digital – ” O papel da tecnologia no RH”

A transformação digital de RH é o processo de alteração dos processos operacionais de RH para se tornarem automatizados e orientados por dados. Então, em vez de a transformação digital de RH ser apenas sobre RH, é uma mudança que envolve as organizações como um todo.

Como regra geral, qualquer transformação, seja digital ou não, deve ocorrer com um objetivo claro em mente, ou seja, tem que fazer sentido para os negócios e para as pessoas. Várias empresas acabam cedendo à pressão do mercado iniciando o processo de transformação digital apenas pelo motivo de que seus concorrentes ‘fazem digital’. Mas digitalizar certos processos de RH apenas por causa disso nunca é uma boa ideia. Isso leva à investimentos em tecnologia, muitas vezes altos, e que não atende às necessidades reais do negócio.

Uma organização não deixa de ser apenas digital para se tornar totalmente digital da noite para o dia. Esses tipos de mudanças – transformações verdadeiras levam tempo. Brian Solis, analista futurista da Altimeter, distingue seis estágios da transformação digital:

  1. Business as usual: estágio inicial, sem alterações nos processos de negócio comuns.
  2. Presente e ativo: vários experimentos em toda a organização impulsionam a alfabetização e a criatividade digital.
  3. Formalizado: é aqui que entra a relevância para o negócio. Se não for relevante para o negócio, a liderança não deve apoiá-lo – embora nem sempre seja o caso, infelizmente.
  4. Estratégico: os indivíduos percebem o poder da colaboração. Seus esforços e percepções compartilhados levam a novos roteiros estratégicos.
  5. Convergente: é onde uma equipe de transformação digital dedicada é formada para orientar a estratégia e as operações da empresa.
  6. Inovador e adaptável: a transformação digital tornou-se o novo ‘business as usual’ e um novo ecossistema é estabelecido.

Quando chegamos ao sexto e último estágio de uma transformação digital, a mentalidade das pessoas que fazem parte da organização mudou completamente.

A transformação digital não pode ser considerada como um evento estacionário. Por exemplo, você não poderia dizer que se tornou uma mentalidade digital, apenas por estar utilizando tecnologias digitais em seu processo.

É preciso estabelecer uma cultura na qual a mudança é certa, isso significa que as pessoas envolvidas devem estar cientes – e aceitam – do fato de que em nosso mundo a mudança é constante e que, para um negócio ter sucesso, ele deve continuar se adaptando.

Dicas para transformação digital do seu RH ser um sucesso

Embora tudo isso pareça bom em teoria, pode parecer muito assustador quando se trata de dar o primeiro passo em direção à transformação digital de RH. Portanto, aqui estão alguns ingredientes para um início de sucesso:

1. Estabeleça uma meta clara

Mais uma vez, antes de partir para uma grande jornada de transformação de RH, primeiro estabeleça uma meta claramente definida que faça sentido do ponto de vista de negócios. Na maioria das vezes, essa meta será resolver um problema que os funcionários identificam e se envolvam na avaliação das soluções.

2. Coloque todos a bordo

Isso significa todas as partes interessadas, desde funcionários até o C-suite e todos os intermediários. Quando se trata de uma transformação digital de RH – algo que afetará toda a organização – você precisa de todo o suporte que puder obter para que se torne um sucesso.

3. Não complique as coisas

Sempre comece de forma simples e pequena. Observe as áreas de seus processos de RH que poderiam passar por uma reforma digital (pré-seleção e recrutamento, integração e integração, aprendizagem e desenvolvimento, gestão da folha de pagamento e assim por diante). Fale sobre isso com seus funcionários e os membros do alto escalão. Pergunte o que eles acham que deve ser uma prioridade.

4. Priorizar ideias

Isso sem dúvida resultará em uma longa lista de ideias. Priorize-os com base no impacto e esforço. O primeiro significa o impacto comercial da digitalização das ideias e o último significa o tempo e o dinheiro que seriam necessários para realmente tornar as ideias digitais.Comece com as ideias de alto impacto e baixo esforço. Eles o ajudarão a construir o caso de negócios para o RH digital e a colocá-lo em ação rapidamente.

5. Avalie o desempenho

Tentar e implementar tecnologias digitais é ótimo, mas não faz muito sentido para os negócios se não olharmos para seus resultados. Portanto, precisamos avaliar criticamente o que funciona e o que não funciona. Afinal, a única maneira de avançarmos é resolver problemas reais com soluções tecnológicas que realmente resolvam esses problemas.

6. A cultura é importante

A tecnologia digital por si só não é suficiente para uma transformação de RH. Muito menos uma transformação digital de uma organização inteira. É tanto – talvez até mais – sobre a mentalidade de todos os envolvidos. E isso tem tudo a ver com a cultura da sua empresa.

Desde as novas pessoas que você contrata, passando por sua força de trabalho atual até o nível C, uma mentalidade digital – no sentido mais amplo da palavra – é essencial para uma transformação bem-sucedida.

Transformação digital de RH já está em andamento, e não é opcional. O contexto atual e futuro exige das organizações a digitalização de seus processos, mas estamos apenas no início da jornada de transformação digital real.

Gostou do conteúdo? Deixe aqui nos comentários.

Deixe uma resposta